logo colégio pitágoras
Agende uma visita
Menu

O papel da escola no desenvolvimento do senso crítico estudantil

Aluna levantando a mão, participando da aula e desenvolvendo senso crítico

O senso crítico é, basicamente, a capacidade de pensar por si mesmo e analisar a realidade de forma independente.

Como uma criança pode desenvolver essa capacidade? Sem dúvidas, a escola tem um papel fundamental no desenvolvimento do senso crítico do aluno, pois possui o ambiente propício para essa finalidade, aplicando várias tarefas de desenvolvimento, como: desenvolvimento de relações sociais, promoção da formação e estímulo do crescimento cognitivo e pessoal.

Saiba mais sobre o papel da escola para desenvolver a habilidade de pensamento crítico nos alunos. 

Para que serve o pensamento crítico?

Segundo Immanuel Kant, filósofo fundador da crítica, “todo o nosso conhecimento nasce dos sentidos, depois vai para o intelecto, terminando na razão”.

Isso significa que os dados, as observações sobre o mundo ao redor e as impressões que vêm dele não são suficientes. Tudo isso deve ser interpretado e colocado em um contexto mais amplo: o da racionalidade e do pensamento crítico.

O pensamento crítico serve para:

- Desenvolver a capacidade de interpretar fatos e compreender as informações;

- Desenvolver a capacidade de analisar um contexto e reconhecer as intenções; 

- Desenvolver a capacidade de raciocínio lógico-crítico; 

- Promover a capacidade de explicar e raciocinar de forma clara;

- Promover a capacidade de aumentar a cognição. 

Ou seja, são vários os benefícios de se possuir um senso crítico aguçado, e a infância é a fase mais importante para desenvolver essa habilidade de forma plena, refletindo no desenvolvimento cognitivo e pessoal no futuro. 

O que é senso crítico e senso comum?

O senso comum é o pensamento racional de herança cultural e comum a todos. São lições e crenças que não são questionadas justamente por serem conceitos desenvolvidos de forma comunitária, sendo assim, empobrece o ato cognitivo. 

Exemplos de senso comum são: “chá verde emagrece”; “ cortar os cabelos na Lua crescente faz com que eles cresçam mais rápido”.

Ou seja, são crenças e opiniões comuns, sem fundamentos e nas quais as pessoas não buscam se aprofundar, simplesmente acreditam. 

Já o pensamento crítico ocorre quando uma pessoa examina deliberadamente uma situação com base em seus próprios conhecimentos e filosofias. Trata-se de julgar uma situação de acordo com o raciocínio estudado, em que a pessoa, intencionalmente e conscientemente, pensa e define conceitos com base em estudos e fundamentos científicos.

Essa é uma capacidade que promove a verdadeira inteligência. De fato, adquirir um senso crítico aguçado é uma habilidade essencial para o desenvolvimento pessoal e profissional. 

Como desenvolver o senso crítico na criança?

A criança possui uma enorme capacidade de aprendizado, tomando para si aquilo que é ensinado. Mas a pergunta é: o que seu filho tem aprendido? Qual é o resultado que isso trará na vida dele? A formação de um senso crítico na criança é essencial para que ela se torne, futuramente, uma pessoa de pensamentos e posicionamentos firmes e convictos, estabelecidos pelo que foi ensinado. 

A criança, por si, só possui a curiosidade, e isso deve ser explorado ao máximo para que ela compreenda tudo aquilo que lhe causa dúvidas. A falta de paciência e as respostas curtas que, muitas vezes, são dadas pelos pais, inibem a formação de um senso crítico na criança.

De acordo com  Marilyn Price-Mitchell, Ph.D. , psicóloga do desenvolvimento, pesquisadora, bolsista do Institute for Social Innovation, na Fielding Graduate University, e autora de Tomorrow 's Change Makers, para desenvolver o pensamento crítico, as crianças devem acreditar que pensar é bom e divertido. 

Diante disso, aqui estão algumas dicas para os pais ajudarem a criança a construir um sólido senso crítico. Confira:

- Incentive a prática de atividades que estimulam a curiosidade: isso ajudará as crianças a experimentarem e compreender como o mundo funciona. Incentive seus filhos a explorar, fazer perguntas, testar suas teorias, pensar criticamente sobre os resultados obtidos. 

- Incentive-as a aprender de forma autodidata: é importante que as crianças aprendam como as coisas funcionam. Consultar as respostas em livros, na internet, perguntar a familiares ou especialistas é uma forma de aprender de forma didática. 

- Incentive os interesses das crianças: quando as crianças estão interessadas em algum assunto, não ignore ou pense que é irrelevante; as crianças ficam mais dispostas a experimentar e estimular o processo de expansão de seus conhecimentos quando se trata de uma assunto do seu gosto. Além disso, aos poucos, ela pode vir a se interessar por arte, história, matemática...Afinal, um conhecimento puxa outro. Isso trará muitas oportunidades para o pensamento crítico, quer o seu filho goste de esportes, quer seja de carros, caminhões, insetos, ou animais.

- Ensine habilidades de resolução de problemas: quando se trata de problemas ou conflitos, é importante usar habilidades de pensamento crítico para entender o problema e chegar em soluções possíveis; por isso, é crucial ensinar às crianças como solucionar problemas, a fim de que aprendam a lidar com eles. 

Como a escola pode ajudar a desenvolver o senso crítico 

Além dos ensinamentos que a criança recebe em casa, a escola fornece grande parte da construção do senso crítico, pois é na escola que a criança passa boa parte do seu tempo, sendo, inevitável, a influência da instituição de ensino para a formação do caráter.

Diante disso, a escola colabora para formação do senso crítico da criança da seguinte forma:

Promoção de questionamentos e debates sadios

A sala de aula é um ambiente excelente para que questionamentos sejam levados e debatidos. Independentemente da matéria lecionada, sempre há assuntos a serem conversados. Por meio da responsabilidade, do comprometimento com a educação e da formação de caráter do indivíduo, a escola pode colaborar para o desenvolvimento do senso da criança.

Diversidade de posicionamento

Por ser um ambiente amplo, a escola fornece uma diversidade de posicionamentos em sala de aula quando algum tema é levantado. Fazendo com que o aluno observe e questione, de forma cordial, quando alguma opinião contrária a sua é revelada.

Projetos inovadores 

Uma escola que possui projetos inovadores e promove o “pensar fora da caixa” cria um ambiente ideal para o desenvolvimento do senso crítico. O pensamento computacional é um exemplo claro; por meio do uso da tecnologia e do estímulo ao raciocínio para resolver questões e problemas, o aluno é desafiado a analisar e tomar decisões que envolvem uma avaliação do problema apresentado  

Quer saber como funcionam os projetos inovadores em uma escola? Leia este post sobre “pensar fora da caixa” e programas de inovação

Quero saber mais sobre "pensar fora da caixa"!

Postado porColégio Pitágoras

Postado em22 de abril de 2021


Palavras chave:

Leia mais

Ver todasclique para conhecer mais
receba nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba as últimas novidades por e-mail

entre em contato

Entre em contato

Entre em contato que nós iremos responder assim que possível.

Copyright © | - Todos os Direitos Reservado por

Termos de Uso|Politica de Privacidade
Ligarclique para ligar